MédicosRicardo Batista

Fale comigo

Dr. Ricardo Batista

Graduado pela Faculdade de Medicina da UFMG em 2004, no ano seguinte ingressou na residência médica de pediatria do Hospital das Clínicas da UFMG, terminando sua especialização no inicio de 2007. No mesmo ano iniciou a residência médica de pneumologia e alergia pediátrica pela FHEMIG, onde atuou nos Hospitais Felício Rocho e João Paulo II (antigo CGP) por 2 anos.

Desde 2007, Ricardo trabalha em serviços de pronto-atendimento de Belo Horizonte na rede pública e privada, incluindo Hospital Risoleta Neves, Hospital Felício Rocho e Hospital Mater Dei, o que lhe confere grande experiência em urgência e emergência.

Devido a sua especialização em pneumologia e alergia pediátrica, sua principal área de atuação visa as doenças respiratórias como asma, bronquite, pneumonia, rinite, sinusite e otite. Acompanha crianças e adolescentes em consultório na área de pediatria geral e pneumologia/alergia pediátrica desde 2009.

Alergia pediátrica

Alergia e Imunologia é a especialidade médica que estuda a fisiopatologia das doenças alérgicas, visando sua prevenção, diagnóstico e tratamento. Estuda também as doenças que cursam com comprometimento no sistema imunológico (que é responsável pela defesa do organismo às infecções), tratando de pacientes que apresentam infecções de repetição, tendo como base patologias conhecidas como imunodeficiências.

Doenças Alérgicas

É importante ressaltar que os quadros alérgicos são a expressão de alterações no sistema imunológico. Na verdade, as doenças alérgicas representam uma resposta exacerbada do sistema imunológico ao contato com antígenos, sejam inalados, ingeridos ou no contato com a pele, resultando nas doenças mais frequentemente acompanhadas nessa especialidade: asma, rinite alérgica, dermatite atópica, urticárias e alergia alimentar.

As manifestações das doenças alérgicas (obstrução e prurido nasais, espirros, sibilância ou “chieira”, dificuldade respiratória, prurido cutâneo, edema subcutâneo e de mucosas), comprometem a qualidade de vida dos pacientes e, muitas vezes, podem levar a quadros graves, principalmente em casos de asma, alergia alimentar ou de reações alérgicas a medicamentos.

Em crianças, particularmente, sabe-se que os quadros alérgicos são causa de falta à escola, dificuldade na prática de atividades físicas, restrições alimentares, sendo estas últimas, muitas vezes, instituídas sem critério. No longo prazo, podem determinar dificuldades escolares, atraso no crescimento e desenvolvimento e comprometer a sociabilização da criança.

Desta forma, torna-se fundamental o diagnóstico precoce e instituição do tratamento adequado, visando evitar o comprometimento da saúde e do desenvolvimento da criança e a interferência em sua qualidade de vida.

Além da importância das doenças alérgicas no que tange ao comprometimento da qualidade de vida, sabe-se sua ocorrência é bastante comum, acometendo cerca de 20 a 25% da população, e que está aumentando nas últimas décadas.

Hereditariedade e fatores ambientais estão envolvidos na gênese das doenças alérgicas. Filhos de pais alérgicos têm 60 a 70% de chance de desenvolver alergias. Além disso, exposição ambiental a alérgenos é determinante na forma de apresentação, época de aparecimento e gravidade dos sintomas alérgicos, principalmente os de manifestação respiratória. Desta forma, torna-se de extrema importância a investigação da história familiar e da presença de alérgenos no domicílio para identificação das crianças com risco de desenvolver quadros alérgicos e iniciar sua prevenção e tratamento medicamentoso adequado.

Imunodeficiências

São alterações no sistema imunológico que comprometem seu funcionamento normal, dificultando ou impedindo sua capacidade de defesa contra agentes infecciosos (bactérias, vírus, fungos), resultando em infecções recorrentes. A função do Imunologista é identificar qual alteração está comprometendo o funcionamento do sistema imune, instituir o tratamento adequado e orientar os pacientes quanto aos cuidados para ajudar a prevenir as infecções.

Sabe-se que vários fatores podem prejudicar o funcionamento normal do sistema imunológico, dentre os quais medicamentos imunossupressores, corticóides, doenças crônicas (cardiopatias, hepatopatias, doenças renais), desnutrição, HIV. Essas são causas de imunodeficiências secundárias. As chamadas imunodeficiências primárias (que são as acompanhadas pelo Imunologista) têm base genética. Existem critérios que indicam a necessidade de investigação dessas doenças.

Rotineiramente, rotulam-se crianças como portadoras de “defesa baixa”, devido a infecções respiratórias usuais da infância. Sendo assim, são consideradas normais até 8 infecções em vias respiratórias superiores no período de 1 ano, sendo que muitas vezes tratam-se de quadros virais, com duração auto-limitada e sem necessidade de antibióticos. À medida que a criança cresce e seu sistema imunológico se desenvolve, são criadas respostas adequadas aos patógenos aos quais ela tem contato, diminuindo sensivelmente a ocorrência de infecções. É importante ainda ressaltar que doenças alérgicas como asma e rinite alérgica são um dos principais agentes predisponentes a infecções de repetição em vias aéreas superiores, devido ao acúmulo de secreções que essas patologias provocam, fornecendo um local propício para proliferação bacteriana. Nestes casos, o tratamento adequado das doenças alérgicas proporcionará a diminuição das infecções em vias aéreas superiores.

O bom profissional de saúde deve ter a sensibilidade de entender a angústia dos pais frente a crianças com infecções recorrentes e ser capaz de orientá-los. Deve ainda, ser capaz de identificar as crianças que precisam ser investigadas para imunodeficiência. Diante da suspeita de imunodeficiência, a criança deve ser referenciada a um Imunologista para investigação aprofundada.

Sociedade Brasileira de Pediatria
Site constantemente atualizado com informações gerais sobre saúde, principalmente na área de Pediatria Geral.


Hospital das Clínicas da UFMG
Conheça a estrutura, o hospital-escola e as últimas notícias relacionadas à instituição.


Hospital Mater Dei
Nesse site você encontra os serviços disponíveis no hospital, consegue acessar exames realizados e mesmo agendar exames.


Associação Brasileira de Imunodeficiência
“Fundada por médicos, pacientes e simpatizantes… para dar apoio e auxilio no diagnóstico dos portadores de imunodeficiência primária.”


WAO – World Allergy Organization
Organização internacional que provê programas de educação, organiza congressos, além de fornecer informações e conhecimentos para o publico médico e para pacientes.


Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia
Apresenta informações tanto para médicos quanto para pacientes. Para esses, há textos sobre diversas informações desde alergia Alimentar a deficiências imunológicas.


Bebê.com.br
Site bem legal sobre as mais diversas informações desde o planejamento e gestação até grande parte da infância.